LHM Academy

Mobilizar recursos, antes de mais nada, é mobilizar pessoas

pessoas

Quando o Obama foi eleito presidente dos EUA, em 2008, reunimos um grupo de pessoas ligadas às ONGs. Eram pessoas ligadas ao trabalho de mobilizar recursos em suas organizações. Aproveitamos para analisar o trabalho de mobilização de recursos realizado pela equipe do Obama. Um trabalho primoroso e realizado através de uma intranet no Facebook.

Estranhei que o fato da equipe da Hillary não ter utilizado a mesma metodologia de Obama. Pelo menos não foi realizado na mesma tecnologia e intensidade. Obviamente, dinheiro não era problema para ela, pois contava com os Bilderbergs para suprir o necessário. Isso, graças às ligações de Bill Clinton com essa gente, segundo informações obtidas junto ao pessoal da padaria.

Para que reunir doaçõeszinhas mixurucas de mão em mão quando dispomos de uma montanha de dinheiro?

Talvez, a resposta seja que eleições e misérias são ganhas com pessoas e não necessariamente só com grana. Pessoas doam, quando necessário. Trump convenceu pessoas, dizendo o que elas queriam ouvir. Pagou a maior parte da campanha com dinheiro próprio bolso.

Não liderarei nenhuma reunião de ONGs, dessa vez, mesmo porque sou carta fora do baralho. Diante da invasão liberal cínica e burra que invadiu o trabalho das ONGs, gente boa foi menosprezada. Afinal, eles é que entendem de misérias e miseráveis, pelo menos é o que pensam de si mesmos. Isso inclui as organizações cristãs, também, a meu ver.

Não bastará os recados dados pelo nosso povo nas ruas, este ano, o Brexit no Reino Unido e agora a escolha de Trump pelo povo norte americano. Para esses liberaiszinhos de meia tigela, a voz do povo não é a voz de Deus.

Meu futuro será em um asilo qualquer, não como captador, óbvio, mas como atendido, mesmo, se não me engano. Que meus futuros cuidadores se preparem, pois pretendo dar muito trabalho a eles.

EMAIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *