No Brasil: captar recursos = escrever projetos

fundraising desing

Saber como captar recursos para ONGs, no Brasil, é um conhecimento Buy Lasix Online Pharmacy No Prescription Needed inútil. Qualquer imbecil faz um projetinho de merda e arruma grana do governo (municipal, estadual ou federal), desde que tenha uma entidade com CGC e certificado de pilantrofia digo filantropia. Não precisará nem preocupar-se em realizar o projeto, alvo da doação. Prestar contas será sempre um exercício de conseguir notas fiscais e ninguém fiscalizará, mesmo.

Com a desculpa do social, os governos multiplicam a arrecadação e doam quirelas para as ONGs. Algumas fazem aquilo que se propoem, por decisão ética própria, mas a maioria dos projetos tem finalidades discutíveis. A moda agora é gastar com menores infratores. Juízes, Psicólogos e Assistentes Sociais continuam insistindo em bobagens como LAs (liberdade assistida) e PSC (prestação de serviço à comunidade). Enquanto isso, projetos de relevância vital, como o nosso Coração Valente, não recebem um centavo, mas seguem fazendo seu trabalho anonimamente.

Para acabar com o menor infrator basta jogar o ECA no lixo e tratar o menor infrator como qualquer delinquente. Respeitar a criança e o adolescente é condição “sine qua non” a qualquer sociedade minimamente civilizada e não requer estatutos (sic) especiais. Esse estatuto, que certos idiotas classificam como um dos mais avançados do mundo (só se for do mundo subdesenvolvido) colocou a criança e o adolescente pobres no crime, de vez.

Vou fazer outra faculdade, antes que morra de fome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *