Para Lobão, 300 mil ONGs não interessam à sociedade


 
Enviado por luisnassif, ter, 29/11/2011 – 12:00

Da Folha.com

“Somos atropelados por gênios”, diz Lobão em defesa de Belo Monte

PRISCILLA OLIVEIRA

DE BRASÍLIA

Em discurso para abertura do Seminário Gás Natural – A Lei do Gás e o Planejamento de Expansão da Malha de Transporte, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, defendeu a criação da usina de Belo Monte. Para o ministro, a mobilização de ONGs (Organizações Não Governamentais) contra a construção de usinas hidroelétricas é uma tentativa de barrar a utilização de energia limpa.

“Somos atropelados por gênios que querem nos impedir de construir hidroelétricas, que são fontes de energia mais limpa”, afirmou.

Lobão disse também que há muita desinformação em relação ao processo de construção das hidroelétricas no Brasil e que há uma tentativa por parte das ONGs de denegrir o projeto brasileiro. Segundo o ministro, é comum representantes dessas organizações se infiltrarem em seminários sobre o assunto apenas para tumultuar os debates com informações errôneas sobre o assunto. “O Brasil tem 340 mil ONGs e desconfio que pelo menos 300 mil não têm interesse para a sociedade”, afirmou.

O ministro atribuiu as manifestações contrárias a Belo Monte como “inveja, porque o Brasil avança firmemente em direção ao seu destino”. Segundo Lobão, hoje o Brasil é a sétima economia mundial e “avança para ocupar o 4º ou 5º lugar.”

Sobre o setor de gás natural, ele se mostrou otimista. Segundo o ministro, desde 1997, quando foi aprovada a Lei do Petróleo, que regulamenta o setor de gás, as reservas do produto saltaram de 230 bilhões de metros cúbicos para 423 bilhões de metros cúbicos em 2010.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *