Precariedades

Buy Zithromax Online Pharmacy No Prescription Needed alt=”” id=”BLOGGER_PHOTO_ID_5087056763984809986″ border=”0″ />
Ontem, passei toda tarde no Conselho Tutelar de Sorocaba. Como membro do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, da cidade, ao qual o CT está vinculado, fui até lá, com outros conselheiros, para ajudar a resolver alguns problemas administrativos que estão emperrando o bom atendimento desse serviço.

Faz pouco tempo que a prefeitura alojou os dois conselhos tutelares (norte e sul) em uma mesma casa, perto do centro da cidade. Apesar de ser uma casa boa, além de ter ficado muito apertado, as outras necessidades para um desempenho minimamente aceitável, não foram supridas com a mudança e, em certo sentido, piorou ainda mais.

Pessoalmente fiquei estarrecido com a precariedade desses conselhos. Falta tudo. O atendimento não é informatizado. Não há uma rede e muito menos, uma conexão com a Internet e os serviços de atendimento à criança e ao adolescente. Nem o CMDCA pode comunicar-se com eles via Net, o que seria imprescindível. Os computadores (dois ou três) são antiquados e não há programa específico para o atendimento. Os cadastros são feitos à mão, bem como os controles de andamento e soluções. Há um único carro disponível, velho, caindo aos pedaços e sem manutenção adequada. Os plantões são cobertos por celulares (um para cada CT) da Cia. de telefonia celular mais cara e que oferece o serviço mais inadequado às necessidades de um serviço dessa natureza. Não há um radio comunicador de faixa especial, não há sistema de controle de horário para os conselheiros, não há mesas e cadeiras suficientes, máquina copiadora, scaner, etc… Não existe descrição das rotinas de trabalho, do uso do equipamento (sic) e dos serviços a serem prestados.

Para avacalhar ainda mais, a prefeitura por meio de sua secretaria da cidadania faz ingerências de âmbito estritamente político de conseqüência, absolutamente, inócua e, completando, o Ministério Público, via um promotor cheio de boa vontade, interfere e o resultado é catastrófico, como na situação atual.

Diante de tudo isso (um resumo tímido, apenas) não consigo deixar de pensar nas crianças e nos adolescentes. Se os órgãos de defesa de seus direitos, caminham nessa pindaíba danada, quem poderá defendê-los, adequadamente?

Sorocaba tem seicentos mil habitantes. Seguramente, quatrocentos mil estão na faixa das crianças e adolescentes, sendo que, pelo menos a metade está em lares de baixa renda. Somando-se a isso, poderíamos acrescentar a escola de péssima qualidade que é oferecida a essa população, um serviço de saúde muito aquém que só funciona (mais ou menos) no âmbito ambulatorial, mas quando se requer atendimento hospitalar para procedimentos de diagnósticos, cirurgias e internações é um Deus nos acuda e, a maioria dos procedimentos mais especializados precisam ser transferidos aos centros maiores.

Defender os direitos dos baixinhos (alguns nem tanto) não é tarefa pequena. È luta contra o Gigante Golias e não pode ser vencida só com leis e boa vontade. Deus tem que entrar na jogada.

Vou construir minha parte do muro na esperança de incentivar os outros a fazer o mesmo. Não se constrói uma civilização olhando para o próprio umbigo. É preciso confiar em Deus, dar as mãos e abandonar a vaidade. Eu era menino, quando ouvi isso a primeira vez.

3 thoughts on “Precariedades

  1. Lou, não existe recurso do FMCA para os CT ???
    Quando da instalação do primeiro CT – na década de 90-, havia duas posições dentro do governo: “Oba, um jeito a mais da gente fazer politicagem!”, ou “Ai, mais uma coisa pra encher o saco!”. Pelo jeito continua assim…

  2. we will not forget ur comments, believe us- like a poverty that have in many parties of your country, in especial where the black and latin people lives. You can do some thing for your country and forget us

  3. o comentário anônimo foi feito por mim no blog de uma norte-americana que esteve no Pan Rio competindo e depois escreveu um post no Blog dela cheio de críticas arrogantes sobre o Brasil. Ela pegou esse trecho e devolveu aqui. Tudo bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *